quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O burrinho apegado

Era uma vez um burro que gostava de ajuntar espigas de milho, feixes de capim, restos de lixo e todo o tipo de bugingangas. Era muito apegado a esses trastes. Receando ser roubado, acondicionava tudo em caixas que ia amarrando ao corpo. Assim, podia carregar tudo consigo para onde fosse e chamava a atenção de todos por onde passava.
As caixas foram enchendo e pesando, dificultando até seu caminhar.
Certo dia passou diante de uma gruta e viu lá dentro um gracioso menino deitado numa manjedoura. A criança acenava-lhe com a mãozinha, convidando-o para entrar. Parecia querer oferecer um presente. O burrinho tentou entrar mas... as caixas impedia-o de passar pela abertura estreita da gruta. Precisaria desprender-se da carga, o que exigia grande desprendimento.
Por isso perdeu a oportunidade de ser feliz e deixar de ser burro!

Dificilmente entrarão no reino dos céus os apegados às suas riquezas!
- Clóvis Bovo -

7 comentários:

Aliny disse...

nuxaaaaa tia q reflexao ..Menino Jesus acenando e ....... eh verdade nao devemos nos apegar a coisas materiais ate pq nao levamos nada ..resumindo levamos o q fazemos aki no planeta terra..e repartir com os q precisam sem acumular o q nao precisamos..praticar a caridade...D+ seu post..Bjinhux

Imac by Artes disse...

Tetê querida!
Que mensagem linda e reflexiva!
Estou um pouco como esse burrinho, preciso desvencilhar-me de algumas cargas desnecessárias.
Abraços! uma tarde abençoada pra ti.

Pollyanna Monteiro disse...

Que alegria receber comentários e, com eles, o carinho dos amigos! Muito obrigada por sua visita! Graça e Paz! Beijos no seu coração. Polly

lenalima disse...

Muito linda essa mensagem, precisamos mesmos acordar e jogar muita coisa fora, fazer a faxina não só material como espiritual!

ainda bem que tu é persistente amiga, não sei o que acontece com os blogs...eu não consigo entrar em 2 blogs amigos, de jeito nenhum!
mas adorei seu comentário
deve ficar lindo a salsa na xícara.
boa tarde!
abraços!!!

Néia Lambert disse...

Tetê, o apego excessivo é sempre um entrave na vida de qualquer um. É linda essa mensagem.

Beijos

Josandra Rupf disse...

Estou aqui para primeiro para dizer que adoro seu blog e também pra informar que ando meia sumida devido as varias atividades que realizei durante estes ultimos meses.

Mais já estava com saudade de visitar os amigos e saber de todas as novidades que vão me ajudar no trabalho deste ano.
Logo postarei novidades no meu blog.
beijos

Peregrina da Paz disse...

Oi! Muito bom o seu post! Fiquei feliz com a sua visita! Já atualizei! Beijos e Deus te abençoe! Leila