sábado, 6 de junho de 2009

Lembranças

A casa de minha avó, em São Cristóvão, não existe mais. Foi posta abaixo já faz algum tempo e eu, certa feita, passei pela rua e dei de cara com o terreno que, se não me engano, transformou-se num estacionamento. Mantiveram o gradil e isso foi tudo. Lembro que fiquei quase meia hora parado, com o rosto enfiado no vão das grades, tentando redesenhar a casa para guardá-la com seu traçado original antes que tudo se perdesse sob a roda dos carros. Assim eu fiz e nunca mais voltei ali, mas confesso que tenho certa dificuldade em visitar essa lembrança, como se ela resistisse à saudade e desaparecesse na bruma, cada vez que tento lembrar de seus dias de glória, quando a imensa família reunia-se nos almoços de domingo, trazendo seus agregados, seus quitutes e suas desesperanças, tudo junto, amontoado nas malas dos carros, junto com as crianças.
(…)
Foi em São Cristóvão que eu descobri a culpa, eu agora penso. Era uma casa cheia de gente, cheia de risos e vozes altas, mas ao mesmo tempo era uma casa de muitos segredos e incontáveis histórias. Eu não gostava de dormir ali, mas volta e meia ficávamos entregues aos cuidados da avó paterna e eu ouvia o ranger do assoalho e o relógio de carrilhão bater as horas, conforme a madrugada avançava, enquanto os ratos corriam por toda parte.
Há alguma coisa muito importante neste cenário, eu tenho certeza, porque estou sempre voltando a ele, mas ainda não descobri o que é. Medo, talvez. Ou alguma espécie de iluminação interior, eu penso. Talvez a criança, imóvel no sofá improvisado de cama, perceba no terror noturno a tristeza que ainda está por vir. Apenas um vislumbre. Um olho que se abre para o nada, ao soar das badaladas. Mas que faz toda, toda a diferença.
O entendimento de que afinal não somos nada além do sonho e, se algo há de ficar, que seja ele e não aquilo que um dia chamamos de realidade.
- Miguel Falabella -
\;/
Eu amo as crônicas de Miguel Falabella... Então as que ele relembra a infância me apaixonam! Tenho boas recordações da infância e gostaria de ter facilidade para escrevê-las. Um dia, quem sabe... Eu até que faço uns ensaios, mas a forte auto-crítica sempre me faz descartá-las...
Gostei especialmente desta, pois ele fala muito de sua avó materna, que morava na Ilha do Governador e esta é a primeira que leio sobre sua avó paterna.
Um bom final de semana!

8 comentários:

A menina do mundo roxo! disse...

Realmente a infância é a melhor fase da vida e a gente nunca esquece, daquela casinha em que vivemos! Foram tantas alegrias ne?
Lindo o seu depoimento! Beijos e otimo final de semana!!!

Ane disse...

Oi Tetê!Menina me deu uma nostalgia grande agora...Parece que aconteceu comigo esta lembrança na crônica do Falabella,vc sabe que a casa da nossa familia também não existe mais e eu já passei lá na rua do bairro do alecrim com uma saudade imensa!No meu caso não restou nem o portão,agora é um prédio no lugar...E sempre tenho sonhos lá...
Mudando de assunto fiquei super feliz em saber que voltou e com PC novo,em?Li no blog da Aliny que vc está melhor da gripe,ainda bem,né?Bjos!

Aliny disse...

ele conta das lembranças na casa da vó dele eh isso neh? tetê vc sabe q eu fiquei com medao dessa casa ..ratos..+ sao as lembranças da infancia do Miguel..eu tenho medo de ficar na casa da minha bisa....sei lah fui criada em apto e qdo vou p o interior qualquer q seja a casa...bisa..tias..eu nao durmo direito..tenho medo..eh um medo q nao sei explicar..eh um medaooooooooo :( pq sera neh? miguxinha vc escreve mt bem..Me emocionei com seu depoimento..tenha um lindo fds..Fique com Deus..Bjinhux
PS: Espero q vc melhore logo da tosse..coff..coff..eh ruim d+..e a Frida como tah? espero q esteja td bem com ela..

Blog do Beagle disse...

Tetê, que saudade. Tenho negligenciado minhas visitas aos blogs de preferência, o que muito me aborrece. Andei com problemas no note e coisas assim. Belissimo texto do Falabela, sem dúvida. Sabe que venho tentanto me lembrar de minha infância? Estou buscando resgatar memórias, especialmente ligadas a minha Mãe. Esse texto me ajudou. Bjkª. Elza

Su disse...

Miguel Falabela é um verdadeiro artista. Ele é completo, ótimo cantor, ator, diretor e um escritor fabuloso. Também sou fã de todos os trabalhos dele. E eu não conhecia esse texto dele e me emocionei bastante agora. Fiz as minhas lembranças por aqui e bateu uma sauudade enorme de tuudo!!^^
Bom domingo, querida e muitos beijos pra vc!!!!

New Life ^^ disse...

OLÁ TETÊ!!! BOA NOITE!

TUDO CERTINHO COM VOCÊ? E O FINAL DE SEMANA?
CONSEGUIU APROVEITAR E DESCANSAR UM POUQUINHO?
A GRIPE DERRUBA ATÉ NÓS ADULTOS, NÉ FLOR?
POXA VIDA! QUE DÓ! IMAGINO AS BOAS LEMBRANÇAS QUE VOCÊ TEM DA CASA :(

OBRIGADA PELO CARINHO E TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!
UM FORTE ABRAÇO DA SEMPRE AMIGA... TATY

Mary disse...

Olá,Amiga Tetê! Tudo bem?
Vim ver as 9dades e desejar uma linda semana!
Bela Crônica! E Recordar é Viver!!!
Eu tenho muitas recordações pra por no papel ou melhor no PC!!!Rss...
"Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram.
E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa."
( Antoine de St. Exupery)
Beijos,
MARY (Casal de Lobos).

Lilly Rose disse...

Boa Noite Querida Tetê,
Espero que me encontre aqui embaixo Amiga, mas os Post lá de cima não carregavam o ícone de comentar , então vim neste que aparecia. Gostei muito deste teu outro blog Tetê !!! Lindo e com Belas mensagens !!! Vim te agradecer a presença nas Festinhas de Aniversário que fiz la no Click Amiga Querida, e desejar-te uma Noite Abençoada e especial na Data de Hoje !!!! Que Deus continue sempre a iluminar e a conduzir tua Jornada cá na Terra !!! Ficas com Ele !!!! Um Ótimo FDS.

Com todo o Carinho e Aromas de Rosas...

Lilly Rose