domingo, 12 de setembro de 2010

As duas jóias

Segundo uma antiga lenda hebraica, um rabino, religioso dedicado, vivia muito feliz com sua família. Tinha uma esposa admirável e dois filhos queridos. Certa vez, por imperativos da religião, o rabino empreendeu longa viagem, ausentando-se do seu lar por vários dias.
No período em que estava ausente, um grave acidente provocou a morte dos dois filhos amados. A mãe sentiu o coração dilacerado de dor. No entanto, por ser uma mulher forte, sustentada pela fé e pela confiança em Deus, suportou o choque com bravura.
Todavia, uma preocupação lhe vinha à mente: como dar ao esposo a triste notícia?
Sabendo-o portador de insuficiência cardíaca, temia que não suportasse tamanha comoção. Lembrou-se de fazer uma prece. Rogou a Deus auxílio para resolver a difícil questão.
Alguns dias depois, num final de tarde, o rabino retornou ao lar. Abraçou longamente a esposa e perguntou pelos filhos. Ela pediu que não se preocupasse, que tomasse o seu banho, e logo depois ela lhe falaria dos moços.
Alguns minutos depois estavam ambos sentados à mesa. Ela lhe perguntou sobre a viagem, e logo ele lhe perguntou sobre os filhos. A esposa, numa atitude um tanto embaraçada, respondeu ao marido: "Deixe os filhos. Primeiro quero que me ajude a resolver um problema que considero grave."
O marido, já preocupado, perguntou: "O que aconteceu? Notei você abatida! Fale! Resolveremos juntos, com a ajuda de Deus." Ao que a
mulher respondeu: "Enquanto você esteve ausente, um amigo nosso visitou-me e deixou duas jóias de valor incalculável, para que as guardasse. São jóias muito preciosas! Jamais vi algo tão belo! O problema é esse: Ele vem buscá-las e eu não estou disposta a devolvê-las, pois já me afeiçoei a elas. O que você me diz?" questionou .
"Ora, mulher! Não estou entendendo o seu comportamento! Você nunca cultivou vaidades! Por que isso agora?" estranhou o rabino.
"É que nunca havia visto jóias assim. São maravilhosas!"argumentou ela.
"Podem até ser, mas não lhe pertencem. Terá que devolvê-las,"rebateu o marido com firmeza.
"Mas eu não consigo aceitar a idéia de perdê-las!" continuou contestando a senhora.
E o rabino foi duro: "Ninguém perde o que não possui. Retê-las equivaleria a roubo. Vamos devolvê-las, eu a ajudarei. Faremos isso juntos, hoje mesmo".
"Pois bem, meu querido, seja feita a sua vontade. O tesouro será devolvido. Na verdade isso já foi feito. As jóias preciosas eram nossos filhos. Deus os confiou à nossa guarda, e durante a sua viagem veio buscá-los. Eles se foram", lamentou.
O rabino compreendeu a mensagem. Abraçou a esposa e juntos derramaram muitas lagrimas.
- desconheço o autor -

9 comentários:

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

Macá disse...

Que lindo texto, mas muito triste.
Sou sincera, não consigo imaginar o que seria de minha vida se me acontecesse isso. É muita dor!
um beijo

Samantha: disse...

A Paz de Jesus e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha. Beijinhos e um final de semana abençoado! Samantha

Beatriz Prestes disse...

Que beleza de texto...toca profundamente...
Faz com que pensemos inevitavelmente na vida.
Triste e reflexivo!
Beijos amiga tão querida
Bea

Gracinda disse...

Muito obrigada por sua amável visita! Acabo de atualizar e estou te esperando! Bom final de semana! Paz, Luz e Harmonia!

Sonja Yeda disse...

Olá amiga! Muito obrigada pela visita! Sua reflexão está muito boa. É importante estarmos sempre refletindo! Beijos e bom final de semana! Sonja

Patricia Barros disse...

Olá minha querida!!!
Quanta saudade de ti e do teu cantinho.
Tens tido posts óptimos, o blog está com um conteúdo maravilhoso.
Este texto faz-nos pensar muito, acho que o ser humano está a precisar disso não é? Parar tudo e refletir...

Estou retornando aos poucos meu anjo, vc sabe como é minha vida né? Seus sobrinhos são caso de polícia, qualquer dia deporto eles pra aí, hahaha! Mentira né Tetê, eles colocam a minha cabeça doidinha,mas não vivo sem meus tesouros.

Vou ver se consigo estar mais presente, pessoas como vc valem ouro e é aqui pela net que nos encontramos :)

Beijinho grande e boa semaninha.

Marizza Semeadora disse...

É muito gostoso chegar no blog e encontrar um comentário! Melhor que isso é vir retribuir e encontrar um post magnífico como este! Muito obrigada pela visita! O que você tem semeado? Aquilo que você semear, isso também colherá. Semeia para o Espírito e do Espírito colherá vida eterna. Deus te abençoe! Paz e Bem!

NADJA disse...

Queridinha..NOSSA QUE TRISTE..E QUE JOIAS RARAS QUE SÃO NOSSOS FILHOTES!!KD ALINYZINHA EM MIGUINHA??????
Acabei de postar no meu cantuxinho..as fotitas do niver de 15 aninhos de minha vizinhazinha..aparece para conferir..e te convido tb para ver o poema de primavera no fantasia de amor..beijus e uma semaninha super florida para vc !!!E viva a Primavera!!! http://fantasiadeamor.zip.net