quinta-feira, 8 de abril de 2010

A importância do perdão

Zeca entra em casa batendo os pés no assoalho.
Ao ver o comportamento do menino, seu pai o chama e pergunta o que houve.
Estou com muita raiva. O Juquinha me humilhou na frente dos meus amigos. Queria que ele ficasse doente e não pudesse mais ir à escola”, disse o menino.
O pai escuta e pega no armário um saco cheio de carvão: “Faça de conta que aquela camisa branquinha que seca no varal é o Juca. E cada pedaço de carvão é um mal pensamento seu para ele. Jogue o carvão na camisa”.
O menino acha divertida a brincadeira e começa a atirar o carvão. Porém, como o varal está alto, ele só consegue acertar poucas vezes. O pai se aproxima e pergunta: “Como está se sentindo agora?”
Alegre por acertar muitos pedaços de carvão na camisa”, diz Zeca com um sorriso.
O pai, então, coloca o filho diante de um espelho de corpo inteiro. Todo sujo de carvão, Zeca só consegue enxergar seus próprios dentes e olhos. O pai diz: “A camisa quase não sujou. Mas olhe só para você! Meu filho, pense bem antes de desejar o mal ao outro. Mesmo que a gente não queira, a sujeira dos pensamentos ruins acaba sempre em nós mesmos".
- desconheço o autor -

Estou distribuindo a Plantinha da Amizade no Entre Amigos. Se você quiser uma "mudinha" é só passar lá!

3 comentários:

*Teresa Cristina* disse...

Oiee Te...interessante recebi um email do meu pai ontem sobre esta mensagem....a imagem do menino com rostinho de carvão....assim é a raiva e azedume q achamos q temos de sair distribuindo por ai, né??
Muita Paz!
bjss♥

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

Aliny disse...

Oie amiguinha eh verdade nao podemos ter pensamentos ruins pq td q pensamos volta contra nos msm..adorei:) Bjinhux