sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

"Música para Camaleões"



O camaleão parece um pequeno lagarto, e tem a capacidade de mudar de cor conforme o ambiente em que está: casca de árvore, capim verde, pedra escura. Assim salva o couro, engana os outros, torna-se também ele um tranqüilo predador, e sobrevive às custas da sua natural hipocrisia.
(...)
A maior parte dos outros animais da floresta assistem sem saber direito do que se trata. As pérfidas serpentes sabem direitinho o que acontece, mas, interrogadas, sibilam: Eu???
Coisa semelhante acontece na República das Cebolas: camadas e mais camadas de falsidade e arrogância, no traçado de projetos incompreensíveis.
(...)
Negando a pergunta primeira: de onde veio, e para onde foi, a fortuna em bilhões que teria podido melhorar nossa saúde, segurança, educação e bem-estar? Da cultura nem falamos, pois se aquelas prioridades não estão bem, ela passa a ser um luxo.
Porém se a ética está morrendo e a honestidade passando de moda, ficou instaurada a República dos Bobos: seus habitantes somos nós, assistindo sem maior esperança, torcendo para que os que ainda lutam pela decência não acabem acusados, julgados e presos, sem habeas corpus de nenhum tribunal.
(...)
Se os contos de fadas acontecessem, haveria de chegar o fim da festa: a banda guardando seus instrumentos, os garçons limpando as mesas, as empregadas lavando as louças, os convidados regressando para o tédio de suas vidas cotidianas...
E nós haveríamos de procurar debaixo das mesas os restos do entusiasmo pelo que pensávamos seria uma grande mudança.
(...)
O povo terá sempre os governos que pensa merecer – e os políticos que prestigia. E haverá quem fique assobiando o ritmo da ciranda dos camaleões morais.
Será a República dos Trouxas: tem gente que pensa que só merece isso, e gente que disso tira o maior proveito.
- Lya Luft -


Precisei editar o texto original mas ele é parte do livro
"Em Outras Palavras".

Até amanhã!

6 comentários:

Aliny disse...

na kra o texto..eis uma grande verdade infelismente.. Republica do Bobos..:( q tristeza..

Ane disse...

É pra isso que a coisa toda caminha, de vez em quando aparece uma pontinha de esperança,quem sabe ainda haja jeito...Postei a continuação das dicas hoje!
Bjo!

Mary disse...

Olá,Amiga Tetê ! Tudo bem?
Os "Poderosos" acham que o povo é mesmo trouxa!
Não é que queriam dar "gratificação" pra funcionarios parlamentares que fizeram "cursos" !!! A média de Salálio deles já é de R$ 12.800,00.(Tão baixo salário,né?rss...)
Vim ver as 9dades , deixar meu carinho e desejar
um delicioso final de semana!
"Você conhece as pessoas que o esquecem.
Você esquece das pessoas que você encontrou.
Mas às vezes você conhece pessoas que você não pode esquecer.
Esses são seus amigos." (Autor desconhecido)
Beijos,
MARY.

Ana Maria disse...

Nem todos sao bobos.
Amiga, faça uma visitinha no Atelier das Poesias, tem uma simples homenagem a voce, mas de coração.
Beijos de luz!

Regina disse...

Camaleões são piores que as serpentes pois, vivem de disfarces, jogos, artimanhas, falsidades... enquanto que as serpentes, não escondem suas "maldades"... são sinceras no seu "mal querer"...

É mais fácil para nós nos defendermos do óbvio e do perigo, quando encontramos pela frente seres que se mostram como são na realidade, sejam eles bons ou maus...

Na República dos Trouxas, infelizmente existem os que são puros de coração e que não conseguem ainda enxergar a maldade alheia...


Beijos, Tetê, tenha vc também um excelente fim de semana!! Muita alegria, muita paz em seu coração!!!

Ane disse...

Por onde anda a dona do blog?Vim deixar um beijão!Boa semana!