segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Casacas para virar

Não aprecio a política, pelo menos não do jeito como a exercemos: interesseira e no mínimo ambígua.
Fazem parte das ambigüidades o trânsito natural de políticos de um partido a outro, e as fusões tumultuadas e alianças incongruentes que amam entre si os partidos. Foi-se o caráter, foi-se a marca, a espinha dorsal murchou, a ética entrou em óbito.

Aqui e ali aparecem entre nós homens daquela estirpe, resistindo à bandalheira quase generalizada, mas podemos contá-los nos dedos.
Meu pai, advogado conhecido, resolveu em tempos idos, aceitar convites insistentes de seu partido para se candidatar a um cargo político. Sua campanha baseava-se em não mentir, não enganar, não prometer impossíveis, não abusar da confiança do eleitor. Era um homem honrado, meu velho pai.
Naturalmente ele perdeu as eleições para alguém que era quase um crápula, todos sabiam disso, mas foi quem venceu.
Desde então não aprecio a nossa prática política, e a paisagem que agora diviso é de chorar. De um lado, despreparados que chegam ao poder, espantados com tamanha sorte; de outro lado, corruptos delirantes de alegria por ali estarem. Esfregam as mãos: agora, sim! No meio de tudo isso, os despreparados-corruptos, dos quais nem sei o que dizer.
O povo brasileiro – eu, você, nós, eles – contempla sem grande esperança o que acontece no palco, sem saber dos suspeitos bastidores: do espetáculo, financiado pelo nosso bolso, temos apenas uma pálida noção.
Acreditem: o que estamos vendo, e nos ofende, é, usando de um clichê, apenas a cabeça de uma montanha de gelo que, revelada e derretida, vai nos cobrir – não de água, mas de vergonha, se a conseguimos ainda encontrar.
- Lya Luft -

(Foi preciso editar a crônica, mas se você quiser ler a íntegra, é a de no.10 do livro Em Outras Palavras).

Até amanhã!

2 comentários:

Su disse...

Infelizmente temos que nos deparar com políticos que viram a casaca a cada minuto. Eles não vestem a camisa, nem defende seus ideais...
Beijos e boa semana!!

Ana Maria disse...

Também não aprecio política.
Acho que é mais politicagem suja.
Voto , mas fico de olho em tudo depois.
Tenha uma noite iluminada!
Beijinhos!